Em uma época onde as informações são cada dia mais efêmeras e, ao mesmo tempo, valiosas, as empresas devem se posicionar de forma individualizada frente à enxurrada de publicidade em que os consumidores estão imersos. Para isso é preciso ser relevante junto ao público que se deseja comunicar. Não basta utilizar de todos os recursos disponíveis em mídias – que hoje são inúmeros – se não houver uma comunicação planejada e estratégia de ações. Ao fazer isso, todos os seus esforços e recursos serão em vão e o resultado é claro: perda de tempo, dinheiro e, consequentemente, frustração.

Quando falamos em um posicionamento individualizado e relevante colocamos o consumidor como ponto de partida. Sabemos que, diferentemente do que ocorria há poucos anos atrás, hoje o consumidor detém de todas as plataformas e ferramentas para buscar aquilo que precisa. Quando este consumidor busca a empresa, muitas vezes a decisão da compra do produto em si já está determinada. Antes, quando este consumidor precisava de um produto X, recorria a um vendedor e este vendedor lhe oferecia as opções disponíveis e o convencia a comprar uma ou outra marca. Hoje, o consumidor pesquisa sobre o que quer e quando recorre a uma empresa a compra já está praticamente 93% concluída. Mas como ser essa empresa escolhida pelo consumidor em um mar de empresas presentes na internet?

Primeiramente é preciso ser visto. Mas não é só isso. Um planejamento estratégico dentro da comunicação vem como uma resposta à competitividade. Inicie respondendo à pergunta: Quem é o público alvo da minha empresa? Compreender o seu consumidor é fundamental não só para o desenvolvimento de produtos como também para a produção de conteúdo que o auxiliará a conquistar novos clientes. Conhecer o consumidor significa compreender seus desejos e hábitos de consumo; é aproximar a sua empresa desse público e fazê-lo participar ativamente do cotidiano da sua marca, proporcionando-o experiências ricas e produtivas. E ai, você conhece seu público?